Brasil,

Partiu, São Paulo

maio 20, 2016 Thayanna Sena 0 Comentários

50 minutos de voo e lá estávamos, eu e Poli, na terra da garoa. Uma viagem rápida, mas intensa: exposição do Tim Burton, abertura da Casa Cor e compras na 25 de março. No meio disso tudo, algumas pausas para apresentar os hotspots para a irmã, que visitava a cidade pela primeira vez. #vouconfessarque gosto desse papel de guia turística, especialmente em São Paulo. Então, partiu_ começando pelo aerolook:

Era domingo, 15 de maio, último dia da exposição do Tim Burton no Museu da Imagem e do Som, o MIS. Confesso que a minha expectativa era alta, depois de ver os cenários do Castelo Rá-Tim-Bum neste mesmo museu (na época, mostrei tudo neste link) e acabei ficando um pouco frustrada, já que o universo do Tim Burton não foi tão bem explorado. Mas, como fã que sou, amei todos os sketchs, histórias e sorrisos sinistros espalhados pela exposição. Infelizmente nada podia ser fotografado/filmado, mas fiquei com vontade de ver todos os filmes de novo!

De lá, fomos para a feirinha do bairro da Liberdade, famoso pela cultura japonesa que aparece desde as lojas e restaurantes até as lanternas e semáforos. É um dos meus lugares preferidos em São Paulo e, sempre que posso, passo por lá para tomar um Melona_ picolé quadrado/retangular bem conhecido na região.



Depois de uma segunda-feira intensa de comprinhas na 25 de março (fizemos um vídeo mostrando tudo, com as dicas das lojas e preços, veja neste link), na terça fomos outra vez ao Centro de São Paulo, desta vez para conhecer a Casa Mathilde, tradicional doçaria portuguesa. No cardápio, uma infinidade de opções incríveis, com destaque, é claro, para os doces. Comemos empadas de palmito e de galinha (de galinha, não de frango!) e provamos o bom bocado. Apenas maravilhoso! Tá em busca de onde comer no centro de São Paulo? Passa lá! Fica bem pertinho da estação de Metrô São Bento e a poucos metros da Rua 25 de março.

De lá, partirmos para a abertura da Casa Cor São Paulo 2016 (que eu vou mostrar em detalhes, em post e em vídeo) e terminamos a viagem na quarta-feira, com um café da manhã na incrível Galeria dos Pães, nos Jardins, debaixo de uma chuvinha chata que atrapalhou o restante da programação do dia. Snif!


Na volta, uma Belo Horizonte quente e iluminada nos esperava de braços abertos_ embora preferíssemos ficar no frio da capital paulista por mais uns dias. É um amor inexplicável por São Paulo!

0 comentários: