Argentina,

Mendoza | Los Penitentes + Uspallata

setembro 24, 2016 Thayanna Sena 0 Comentários



Apesar da promessa de tomar uma garrafa de vinho por dia (e eu já mostrei os passeios enólogos neste post), posso dizer que ir ao Centro de Ski Los Penitentes era o que Luisa e eu mais esperávamos. O motivo? Era lá que nós veríamos a neve pela primeira vez. E foi por isso que, no dia seguinte à nossa chegada e sem tempo nem de pesquisar o passeio nas agências, levantamos antes das 7hs e fomos para a rodoviária_ onde ninguém sabia/queria dar informações. Acabamos encontrando uma argentina super gentil que não apenas indicou, mas nos acompanhou até o guichê para comprar as passagens (pagamos em torno de 100 pesos no ônibus da empresa Buttini).

Desde o início da viagem de pouco mais de 3 horas, foi difícil tirar os olhos da beleza e imensidão da Pré-Cordilheira dos Andes. A paisagem vai mudando e a vegetação rasteira da lugar às montanhas completamente brancas_ fomos em agosto e nevou bastante neste ano, então a neve ia do cume até a beira da estrada. Ao chegar em Los Penitentes, embora não fôssemos esquiar, alugamos as botas (50 pesos) para conseguir andar na neve sem cair. O casaco ou o macacão térmico saem por 100 pesos cada. Para a locação, você deixa o seu passaporte/documento e vale lembrar que lá não tem lugar para deixar suas coisas_ melhor para quem vai de carro ou de excursão. Nós enfiamos as botas na bolsa mesmo. Hahaha



As montanhas de Los Penitentes tem vários níveis: quem vai praticar ski ou snowboard sobe de teleférico e desce pela neve, claro. As aulas iniciais são feitas no primeiro nível, o mesmo de quem chega ao Centro. Nós pegamos o teleférico (180 pesos) para ir ao segundo nível, onde a neve é menos densa (ao contrário das imensas placas de gelo do primeiro) e conseguimos fazer nosso mini boneco de neve. Obviamente eu consegui cair também_ e como a calça não era térmica, fiquei com o bumbum molhado o resto do dia. Hahaha

Para almoçar, fomos no El Parador, o restaurante mais bonitinho de lá, mas que não tem tantas boas opções assim. A Lu começou milanesas com ensalada e bebida (200 pesos) e eu pedi um lomo completo, uma espécie de sanduíche com carne, alface, queijo e tomate (160 pesos). Ficamos surpresas com a quantidade e reforçamos um pensamento que tivemos na noite anterior: para quem come pouco, melhor pedir um prato para dois.



Treta do dia: compramos na rodoviária apenas a passagem de ida e na volta passamos o aperto de achar que não conseguiríamos voltar. Todos nos informavam que as passagens de ida e volta eram compradas juntas e os ônibus/vans de excursão que estavam parados lá já estavam com a lotação completa. Sorte do dia: um senhor muito simpático ouviu nossa conversa e disse que havia vagas no ônibus dele. Embora desconfiadas (porque os argentinos tinham sido bem mal educados até então), acabamos indo_ por 90 ou 95 pesos com direito à lanchinho e filmes dublados em espanhol hahaha.

USPALLATA
Uma coisa divertida é que, olhando as primeiras fotos, temos a impressão de que era um dia nublado, né?! Nós pensamos isso_ saímos muito cedo e não tivemos tempo de ver o sol. Mas na volta de Los Penitentes percebemos que o céu cinza era só lá, onde havia neve. No vilarejo de Uspallata, que fica bem pertinho, estava um dia lindo e de céu azul. O ônibus fez uma parada rápida para a devolução de equipamentos_ no dia seguinte nós descobrimos que quem vai com agência faz a locação de roupas e botas em Uspallata na ida, mas os preços são os mesmo das tiendas de Los Penitentes.



Nas últimas fotos, a Cordilheira dos Andes e alguns afluentes do Rio Mendoza vistos da janela, na volta à capital. Aliás, curiosidade: Mendoza é o nome da província (equivalente ao que chamamos de estado) e também da cidade, onde está o principal aeroporto, por exemplo. :)

0 comentários: